Blog sobre Moçambique

segunda-feira, 31 de março de 2008

Resultados Online das Eleições no Zimbabwe


As eleições do Zimbabwe já começam a ter os primeiros resultados acessíveis via internet. O Independent Results Centre, é um website onde vem actualizada informação sobre os resultados das eleições no Zimbabwe, a medida que a contagem vai sucedendo, vale a pena ver.


A britânica BBC em Portugues tamém traz alguma informação que vale a pena aceder sobre o Zimbabwe.

Dentro do Zimbabwe, pode-se aceder ao website do Daily News, com informação actualizada, ou ainda o conceituado The Herald



A ZANU-PF de Robert Mugabe e o MDC de Morgan Tsivangirai aguardam com muita expectativa pelos resultados.

Share/Save/Bookmark

quarta-feira, 26 de março de 2008

Dhlakama ABANDONA DELEGADO POLÍTICO EM HOMOINE

Parte A
"(...)O Presidente de Portugal irá encontrar-se, hoje, com o Presidente da RENAMO em Maputo. Dhlakama interrompeu a sua digressão ao sul do País onde esteve a trabalhar com os quadros do Partido que dirige, em Inhambane, capacitando-os em matéria de Liderança, políticas sectoriais bem como a história da RENAMO" (Maria Ivone Soares, porta-voz do gabinete de Eleições da Renamo, 25/03/2008).
Parte B
"O líder do maior Partido da oposição (Renamo), Afonso Dhlakama, que escalou Inhambane entre 18 e 22 de Março corrente, abandonou o corpo do seu delegado político no Distrito de Homoine, Jacinto Queface Chaúque, que teve morte por paragem cardíaca, sabado, dia 22, quando o seu presidente, de forma imprivisível, irrompeu em sua residência no povoado de Binguane, quando o local do comício, agendado para daí a algumas horas, estava às moscas" (MAGAZINE INDEPENDENTE, 26/03/2008).

Share/Save/Bookmark

Mexidas no Ministério da Defesa em Moçambique: Tobias Dai sai e Filipe Nhussi Entra

O PR Armando Guebuza exonerou o Ministro da Defesa Tobias Dai e, em sua substituição nomeou Filipe Nhussi para o cargo. É uma mexida que até as últimas semanas era muito exigida por vários quadrantes da opinião pública no País.
Share/Save/Bookmark

terça-feira, 25 de março de 2008

Gilberto Correia novo Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique

Gilberto Correia foi eleito Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique (OAM) naquilo que foram as eleições mais renhidas e concorridas de todos os tempos naquela agremiação. Fica assim decidido por poder de voto que o Sobrinho (Correia) assume a liderança depois de uma vitória sobre o tio (Caldeira). está de parabéns !
Há quem considere que a eleição de Gilberto Correia na Ordem representa uma viragem na casa e um rejuvenescimento da Ordem, uma vez que já havia várias inquietações em torno da actuação do anterior elenco.
A Juventude começa a assumir a vontade de ver o País ganhar uma nova dinâmica. Depois de Jorge Oliveira (36 anos, advogado) assumir a direcção da Associação dos Escritores Moçambicanos é a vez de Gilberto Correia (35 anos, advogado) Assumir a OAM.

Será que os jovens advogados ... ????
Share/Save/Bookmark

segunda-feira, 24 de março de 2008

Eleições na Ordem dos Advogados de Moçambique

José Manuel Caldeira, por uma advocacia honesta, interventiva e solidária, e Gilberto Correia, por uma ordem empreendedora, são os dois candidatos a Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique nas eleições a terem lugar a 25 de Março de 2008, que concorrem para a Sucessão de Carlos Cauio.
Estes dois parentes, Caldeira (tio) e Correia (sobrinho), estão a protagonizar uma campanha eleitoral de grande visibilidade nos média. Enquanto que o sobrinho aposta na televisão para atingir o seu eleitorado, o tio usa a internet (www.josecaldeira.org) como ferramentas de campanha eleitoral, para além de outros meios.

Que vença o mais votado !!!
Share/Save/Bookmark

domingo, 23 de março de 2008

Vergonha em Portugal: Professora e aluna violentam-se por telemóvel

Mais uma cena de violência, importante para a análise das relações entre professores e alunos, teve lugar em Portugal, numa turma do 9º ano da Escola Secundária Carolina Michaëlis, que protagoniza a confrontação entre uma aluna e uma professora, cuja divulgação na Internet está a alimentar mais um debate sobre a indisciplina na escola e disputas políticas em Portugal.
O video, que pode ser visto aqui , retrata uma cena de desobediência de uma aluna a quem a professora retirara o telemóvel durante a aula e que mandava sentar no lugar. Em reacção, a aluna, uma adolescente, grita à docente, e à força procura recuperar o telemóvel, agarrando à professora e impedindo-a de abrir a porta.
Será que a professora agiu errado ? Ou a aluna é que agiu errado ? é um problema do sistema ?

Desejos de uma feliz Páscoa a todos !

PS: Atenção, o INSS de Moçambique é uma instituição que deve ser respeitada pois é lá onde mensalmente os contribuintes Moçambicanos asseguram parte das suas vidas. É impensável que a gestão financeira do INSS seja objecto de grandes desvios. Isto a propósito do destaque que o semanário Savana dá a um eventual uso dos dinheiros daquela instituição para fins alheios ao objecto da instituição.

Share/Save/Bookmark

domingo, 16 de março de 2008

Campo do Desportivo de Maputo Vendido por + de 60 milhões de Mts

O Jornal Domingo de hoje 16/03/2008 tem uma noticia da venda do campo de futebol do Clube Grupo Desportivo de Maputo, liderado por Michel Grispos, à empresa NADHARI, por USD 2.281.753,00 (cerca de 60 milhões de meticais), cujo contrato foi assinado pelos seguintes actores:




campo do Desportivo quando ainda tinha relvado

Grupo Desportivo de Maputo
  1. Michel Grispos - Presidente de direcção
  2. Manuel Jorge M. Soares - Vice Presidente de direcção
  3. Óscar Castro Paul - Vice Presidente de direcção
  4. António Jorge R. Grispos - Vice Presidente de direcção
NADHARI
  1. Manuel Jorge Macome - Presidente executivo
  2. Janiel S. sales lucas - Director executivo
O Jornal domingo refere ainda que esta venda surge numa altura em que a cidade de Maputo se debate com a falta de campos de futebol e que a mesma direcção havia anunciado, publicamente, a intenção de colocar relva natural no campo.

O domingo refere ainda que o comprador do campo sempre se manifestou disposto a construir um complexo desportivo, mas ainda não existe acordo para tal, a não ser que os sócios defendam essa alternativa na próxima Ass. Geral, sócios esses que, segundo a notícia em referência, recomendaram a venda do campo numa reunião da Assembleia Geral há tempo atrás, cuja acta foi assinada apenas pelo senhor Joaquim Jorge de Araújo.

Um outro dado interessante da notícia é o seguinte e passo a citar : Curiosamente, a direcção do Desportivo de Maputo anunciou no contrato promessa que o dinheiro seria depositado na conta que o clube tem no BCI - Banco Comercial e de Investimentos, com o número 2064549.10.02, mas terá sido feita já uma transferência para a conta dum membro da direcção no Millennium BIM.

Se efectivamente o campo já foi vendido por um lado o Clube Desportivo pode ter feito um bom negócio visto do lado dos business, mas fez um mau negócio do ponto de vista desportivo e do ponto de vista social em geral, a não ser que pretenda deixar de ser uma das maiores escolas de jogadores de futebol de Moçambique, que pretenda desvincular-se do futebol e apostar em outras modalidades, ou ainda adiquirir um espaço para um novo estádio, uma construção de raiz e de qualidade, melhor localizada, etc.

Sobre os depósitos dos valores da venda do campo em contas individuais aí há problemas. Esse valor, aplicado em investimentos de capital e outros investimentos financeiros, rende juros que podem acumular-se na conta individual. Não pensemos que 2 milhões de usd entram no Banco e ficam a espera que se realizem assembleias, o dinheiro corre de mão em mão a uma velocidade considerável em Moçambique.






Esperemos para ver o que acontece nos próximos dias...!!!


Share/Save/Bookmark

sexta-feira, 14 de março de 2008

Privatizar TPM e introduzir o Metro de Maputo (?!?!)

O Jornal notícias de hoje, no seu caderno de economia aponta que o pesquisador e engenheiro mecânico António Matos, autor de um estudo intitulado “Transportes Públicos Urbanos”, apresentado e debatido há dias, em Maputo defendeu a necessidade de a empresa Transportes Públicos de Maputo (TPM) ser privatizada futuramente para poder desempenhar um papel mais eficiente para o benefício dos cidadãos.
Um outro engenheiro Mecânico, Erik Charas, também pesquisador, defendeu na mesma ocasião o “Metro de Maputo", desafio que considera viável, uma vez que, segundo argumenta, o País tem recursos para o efeito.
É preciso começar-se a pesquisar e a reflectir também sobre as opções e modelos de governação que pretendemos adoptar em Moçambique, se vamos continuar a privatizar tudo ou a economia pública ainda pode continuar a ter um peso significativo em áreas como transportes urbanos e outras tendencialmente concorrenciais.
Eu não sou apologista da privatização total dos transportes públicos urbanos, porque podem gerar ineficiência. Só na cidade de Maputo, onde efectivamente há carência em termos de transporte urbano público, é bom que se saiba que o fluxo de passageiros é muito elevado e que os custos para o bolso do cidadão são mais reduzidos quando optam pelos carros dos TPM.
O Problema na minha óptica, está na forma como os decisores de política de transportes em Moçambique lidam com esta situação, e com a sensibilidade desses decision makers em relação ao funcionamento do sistema, sem descurar de outros factores.
É necessário que a própria empresa TPM tenha um olho empresarial (tal como faz com os autocarros de luxo) que não ponha em causa o benefício social da sua actividade.
Em relação ao "Metro de Maputo", isso faz-me lembrar um candidato à Presidente do município de Maputo há anos atrás, que no seu manifesto de campanha eleitoral apontava como trunfo o metro de Maputo. Se não me falha a memória o candidato era Silvério Ronguane, um académico.
Sem tirar o mérito ao pesquisador Charas, afinal de contas tudo é possível, acho que essa solução é boa e possível sim, mas quem sabe no futuro...
É pena que não possamos aceder imediatamente a estes estudos, assim teriamos mais informação sobre como foram efectuados e até podia se dar o caso de não ser necessário estar a divagar sobre aspectos já levantados no estudo, mas se fosse possível gostariamos que fossem mais divulgados.

Share/Save/Bookmark

quinta-feira, 13 de março de 2008

Relatorio dos EUA sobre Moçambique

Tenho estado a acompanhar o grande destaque que a imprensa Moçambicana vem dando ao Relatório dos EUA sobre os Direitos Humanos em Moçambique. Alguma imprensa aponta os aspectos negativos apontados pelos EUA em relação à Moçambique, outra imprensa, escassa, apresenta os aspectos positivos que constam do referido relatório.
Efectivamente este relatório tem como fontes de dados instituições governamentais e privadas Nacionais, ONG´s, pesquisadores, dentre outros e é de salutar esta iniciativa criadora que os EUA tem levado à cabo em prol (??) dos direitos humanos e da estabilidade política no País.
O Congresso dos EUA também devia fazer relatórios idênticos sobre o seu País e convocar a imprensa Moçambicana, através da sua embaixada em Maputo, para divulgar, afinal de contas é mais fácil obter dados no terreno e também interessa-nos saber como é que vão as coisas do lado de lá, por exemplo em relação ao Iraque e ao Médio Oriente em Geral, em relação as prisões norte americanas (Guantanamo é um exemplo ), em relação a liberdade de imprensa naquele País, em relação à governação de Bush.
Não sou completamente apologiosta das opções de Mugabe, Fidel Castro, Sadam Hussein, Mummar Kadhafi entre outros opositores sobejamente conhecidos de algumas políticas das terras do tio Sam, mas é preciso que a auto-estima e o patriotismo passem de meras ideias filosoficas a hábitos e práticas que possamos ver no dia-a-dia, mesmo em situações de pobreza.
Que os leigos em relações internacionais e diplomacia e também em jornalismo nos iluminem....!!!!

Share/Save/Bookmark

terça-feira, 11 de março de 2008

Armando Guebuza Remodela Governo

O Presidente Armando Guebuza acaba de fazer remodelações Governamentais.
Segundo comunicado da Presidência da República, Armando Guebuza, exonerou em despachos presidenciais separados, Alcinda António de Abreu do cargo de Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação; Esperança Machavela, do cargo de Ministra da Justiça; António Munguambe, do cargo de Ministro dos Transportes e Comunicações e Luciano de Castro, do cargo de Ministro da Coordenação da Acção Ambiental.

No Lugar destes, o PR nomeou Oldemiro Balói para o cargo de Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação; Maria Benvinda Levi para o cargo de Ministra da Justiça; Paulo Zucula para o cargo de Ministro dos Transportes e Comunicações e Alcinda Abreu para o cargo de Ministra para a Coordenação da Acção Ambiental.

Vamos aguardar que os analistas políticos façam os comentários e opinem sobre estas mexidas,mas apriori dá para ver que Armando Guebuza até tolera, mas também tem limites....

Share/Save/Bookmark